Últimas Notícias
 

Demanda forte traz ganho para cotista

 

De São Paulo
12/04/2010

 

O desempenho dos fundos imobiliários no mercado secundário revela que a demanda do investidor continua aquecida. Levantamento do Ourinvest com 24 carteiras listadas mostra valorizações de cotas no trimestre superiores a 29%.

Entre os fundos do varejo, o Pátio Higienópolis viu sua cota bater R$ 390 em março, sancionando alta de 13% no trimestre. Para quem entrou na oferta primária e pagou R$ 100, o ganho chega a 290%. Até as carteiras mais recentes têm experimentado valorização. A cota do Anhanguera Educacional já subiu 6,82% no trimestre.

O investidor que paga mais pela cota aceita ter um retorno menor com a distribuição mensal de receitas. Se a cota está mais cara, o valor pago, que é o mesmo, percentualmente cai. No CSHG Brasil Shopping, o rendimento mensal no trimestre com os aluguéis para quem está desde o início foi de 1,08% - retorno que é líquido de IR para a pessoa física. Para quem comprou a cota no começo do ano, recebeu 0,75% ao mês, em média.

O rendimento mensal de 0,70% ainda é vantajoso, diz o consultor Sérgio Belleza. "Além de superar a poupança, há a possibilidade de ganhar com a variação da cota." Ele lembra ainda que a renda bruta gerada por um imóvel residencial alugado, em geral, não passa de 0,60%. (A.B.)